Parceria

DF logo vector

A Fundação Delfina é uma fundação independente, sem fins lucrativos, com sede em Londres, que se dedica a facilitar o intercâmbio artístico e desenvolver práticas criativas com residências, parcerias e programas públicos.

Fundada em 2007, a Fundação Delfina procura criar oportunidades para artistas emergentes e estabelecidos, curadores e escritores para refletirem sobre o que fazem, posicionar a prática em um discurso global relevante, criar pesquisas e comissões que definam carreiras e fazer contatos com colegas. Ao longo dos anos, a fundação embarcou em uma enorme variedade de colaborações locais e internacionais, de modo a construir plataformas compartilhadas para incubar, apresentar e discutir práticas e temas comuns.

A parceria da Inclusartiz com a Fundação Delfina permitirá que os profissionais brasileiros na área cultural realizem uma residência de doze semanas na casa da fundação, em Londres, em conjunto com meia dúzia de outros artistas internacionais. A seleção foi feita por um processo de indicação que envolveu curadores locais e internacionais. A primeira artista a ser selecionada é Vivian Caccuri, que estará em residência de 17 de julho a 30 de setembro de 2018.

www.delfinafoundation.com/in-residence/vivian-caccuri

Vivian Caccuri

Vivian Caccuri_profile picture_Preto

Mora e trabalha no Rio de Janeiro. Vivian Caccuri utiliza o som como veículo para cruzar experimentos de percepção em questões relacionadas a condicionamentos históricos e sociais. Por meio de objetos, instalações e performances, seus trabalhos criam situações que desorientam a experiência diária e, por consequência, interrompem significados e narrativas aparentemente tão entranhadas como a própria estrutura cognitiva. Vivian já desenvolveu projetos em diversas cidades do Brazil e exterior, incluindo Amazônia, Accra, Detroit, Helsinki, Novo Méxivo, Vienna, Veneza, Kiev, Valparaíso, Sul da Índia, entre outras.

Ao longo de sua carreira, colaborou com diversos músicos como Arto Lindsay (USA/BR), Gilberto Gil (BR), Fausto Fawcett (BR), Wanlov (Ghana) e lançou seu projeto musical Homa em 2016. Seus trabalhos sonoros e composições já foram transmitidas em diversas rádios como Resonance FM (Londres), Kunstradio (Viena) e Mirabilis (Rio de Janeiro). Em Princeton escreveu o livro “O que Faço é Música”, investigando os primeiros discos de vinil feitos por artistas plásticos no Brasil, publicado pela 7Letras e vencedor do Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música em 2013.

www.viviancaccuri.net

Vivian Caccuri no programa de residência da Delfina Foundation em Londres, que foi possível devida a uma parceria com o Instituto Inclusartiz – patrocinador da residência da Vivian.

EDUCAÇÃO

2017

Music Production and Sound Design, Dubspot, New York City, USA.

2011

Visiting Scholar at Princeton University, Department of Literature;

Department of Music, Department of Visual Arts/ NJ,United States.

2009 – 2011

Masters degree in Sound Studies at the Federal University of Rio de

Janeiro, Brazil.

2004 – 2007

Graduate degree in Visual Arts at University of São Paulo, Brazil.

RESIDÊNCIAS

2016

Study Days, Fundação Bienal de São Paulo, Accra, Ghana.

2014

Pivô Pesquisa, Pivô, São Paulo, Brazil

Sound Development City Expedition, Riga, Latvia / Helsinki, Finland,

Sound Development Institute, Zurich, Switzerland.

2012

PRÊMIOS

2017

Shortlisted I EFG Artnexus Latin American Art Award, Colombia.

2017

Shortlisted I Prêmio Paulo Costa e Silva, Porto, Portugal.

2017

Shortlisted for Future Generation Art Prize, Pinchuk Art Center, Kiev,

Ukraine.

2013

FUNARTE Prize of Music Criticism, Rio de Janeiro, Brazil.

2011

Sergio Motta Prize of Art&Technology, São Paulo, Brazil.

2008

Rumos Prize, Itaú Cultural, São Paulo, Brazil.

LIVROS

2013

“O que Faço é Música” [Music is What I Make],

7Letras Publishing House, Rio de Janeiro, 2013.


EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2018

Galeria LEME, São Paulo, Brazil.

2015

Condominium, Galeria Leme, São Paulo, Brazil.

2013

It’s in the Mind, Galeria Progetti, Rio de Janeiro, Brazil.

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

2018

Mercosul Biennial, Porto Alegre, Brazil.

Esculturas para Ouvir, Museu da Escultura Brasileira, São Paulo, Brazil.

Duo show with Ayrson Heráclito, balcony of MAC Niterói, RIo de Janeiro, Brazil.

For the Record, IFA Berlim, Germany.

Ojalá, Carslbad Museum, Carlsbad, New Mexico, USA.

2017

We live in the best city of South America, Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, Brazil.

Charivaria, CentroCentro, Madrid, Spain

Sonic Rebellion, Museum of Contemporary Art of Detroit, United States

Buried in the Mix, MEWO Kunsthalle, Memminghen, Germany

The third world asks for blessing and goes to sleep, DESPINA, Rio de Janeiro, Brazil

Festwochen in collaboration witjh Daniel Lie, Vienna, Austria

Future Generation Art Prize, Palazzo Contarini Polignac, Venice, parallel to Venice Biennale, Italy

Black Atlantic, Goethe Institute – Rele Gallery, Lagos, Nigeria

Future Generation Art Prize, Kiev, Pinchuk Art Center, Ukraine

A Song for Rio, inaugural opening of Fortes D’Aiola Gabriel Gallery in RIo de Janeiro, Brazil.

2016

32º São Paulo Biennial, “Live Uncertainty”, São Paulo, Brazil.

Sistemas (anti) produtivos, Galeria Pilar, São Paulo, Brazil.

O que vem com a aurora, Casa Triângulo, São Paulo, Brazi l.

Xanadona, A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, Brazil.

2015

Sonorama, Chelpa Ferro, CCBB, Brazil.

Quero Te Encontrar, La Maudite, Paris, France.

Encruzilhada, Parque Lage, Rio de Janeiro, Brazil.

O Que Caminha ao Lado, SESC V Mariana, São Paulo, Brazil.

Ter Lugar para Ser, CCSP, São Paulo, Brazil.

2014

Laboratório Contemporâneo, Casa Daros, Rio de Janeiro, Brazil.

Open Museum Open City, MAXXI Museo, Roma, Italy.

Brazil Arte-Música, Zacheta National Gallery, Warsaw, Polland.

2013

Tsonami Festival, Cárcel, Valparaíso, Chile.

Panorama of Brazilian Art, São Paulo Museum of Modern Art, Brazil.

VERBO, Galeria Vermelho, São Paulo, Brazil.

GIL70, Museu Rodin, Salvador, Brazil.

Tro-pi-cal, Alternative Orders: A glimpse of Brazilian Art, Akershus Kunstsenter, Oslo.

CAPACETE, Rio de Janeiro, Brazil.