EnglishPortuguese

MATIAS DUVILLE

Matias Duville trabalha com objetos, vídeos e instalações, embora sua prática seja principalmente realizada pelo ato de desenhar. Suas obras evocam cenas sombrias, com atmosferas intemporais e rarefeitas, como as que seguem um cataclismo: furacões, maremotos ou situações de abandono nas florestas. Elas funcionam como a visão onírica de um explorador errante: uma paisagem mental. Suas imagens parecem ser a consequência impossível dos sonhos, onde a falta de presença humana revela um estado onírico da mente que nos lembra contos de fadas e histórias de um passado esquecido. Nesse sentido, Duville usa a destruição natural como referência, redirecionando-a e modificando-a, ao mesmo tempo em que gera sua própria série de desastres redesenhados.

A mudança na dinâmica do caos natural cria uma grande série de encontros, nos quais as leis naturais se confundem. Essa sucessão de ideias tem como resultado um corpo de trabalho que é um reflexo das imagens convulsivas de Duville. As áreas geográficas criadas pelo artista não pertencem a este mundo, mas estão mais próximas da ideia de paisagens mentais; uma espécie de conquista do território ou viagem mental.

Seu trabalho é caracterizado pela experimentação de suportes e materiais.

Apresentando um toque expressivo e procedimentos com certa brutalidade, Duville causa impacto na superfície, deixando sua presença na representação, marcas em que matéria e paisagem são combinadas. A tensão entre os opostos, a mutação e o elemento do tempo são alguns dos tópicos presentes em seus últimos trabalhos.

www.matiasduville.com

Projeto no Rio de Janeiro
“Matías Duville trabalha principalmente com desenho, colagem e escultura. Em cada um deles é revelada uma parte de seu universo particular, uma janela para sua mente. Os trabalhos representam um pensamento abstrato, formas figuradas pelo infinito e pelo indefinido.

Segundo o artista, essas peças viajam no espaço entre a matéria e o vazio. A exploração da paisagem como método de trabalho na produção de Duville pode produzir uma reação instantânea ou ressurgir após um longo período de tempo.

O Rio de Janeiro, local de sua residência no instituto Inclusartiz, é tomado aqui como uma fonte de conteúdo potencial. O primeiro passo é preparar o palco para capturar a essência do contexto de maneira intuitiva.”

TRABALHO/PESQUISA

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O PROGRAMA

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum. Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.