EnglishPortuguese

GULER ATES

Nascido em 1977 na Turquia oriental, Güler Ates foi vivendo e trabalhando em Londres nos últimos 16 anos. Ela se formou em 2008 no Royal College of Art, com um mestrado em gravura. Nesse mesmo ano, seu trabalho foi destaque no show Novos Contemporâneos. Atualmente, ela é Digital Tutor impressão na Royal Academy Schools. Seu trabalho pode ser encontrado nas coleções de impressão do Museu Victoria & Albert e da Royal Academy of Art, bem como o marco Recentemente, seu trabalho foi exibido na Exposição de Verão 2014 na Royal Academy, bem como exposições individuais em Amsterdã (setembro de 2014) e Rio de Janeiro (abril de 2014). Além da residência 2014 no Rio de Janeiro, Ates foi concluída outras residências na Índia (Dezembro de 2012) e da Turquia (Arte Suites International Workshops – setembro 2014) e vai realizar outra residência em janeiro de 2015 em Eton College, no Reino Unido. Em 2015, Ates terá duas exposições individuais em Londres com Art First e Marcelle Joseph Projetos no House of St Barnabas.

www.gulerates.co.uk

Moradia: Rio de Janeiro

Moradia: Rio de Janeiro é o novo corpo de trabalho criado pelo artista baseado em Londres turco Güler Ates durante a sua residência mês de duração com o Instituto Inclusartiz, no Rio de Janeiro. O novo trabalho é composto por dois vídeos, fotos do filme, fotografias, um trabalho escultural e uma recriação de uma performance que estreou no Museu de Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro, em março de 2014.

Em conformidade com a prática baseada no tempo antes de Güler, seu novo trabalho explora nuances da política de identidade, como visto através das lentes da própria experiência do artista de deslocamento inter-cultural como uma mulher nascida no leste da Turquia, mas criado em uma favela em Istambul. Esta experiência pessoal inspirou seu novo trabalho performativo intitulado Moradia onde uma mulher do século 21 totalmente coberto em faixas de seda reminiscentes de um “véu” com todas as suas leituras ocidentais contemporâneas caminha pelas ruas do Rio, ao lado de moradores locais, com dezenas de mão em miniatura favelas pintados e iluminados individualmente ligado à cauda de seu traje. Ates explica: “Eu queria mudar uma favela de Istambul para diferentes locais no Rio de Janeiro que as pessoas possam vê-lo em uma perspectiva diferente e se relacionam com suas próprias experiências em seu próprio país ou debater sobre a questão habitacional global.” Esta justaposição de exotismo do Oriente Médio e arquitetura vernacular são temas comuns na prática de Güler.

Em outra performance intitulada Casa, que foi filmado usando filme super8 e representados nesta exposição como uma série de fotos do filme, as cepas modelo velada enquanto anda pela calçada na Lapa, um bairro no Rio famosa por seus monumentos arquitetônicos e cultura boémia, puxando uma pequena casa atrás dela, evocando a expressão “casa é onde você está”, independentemente da nação, etnia, gênero ou religião. Segundo o artista, seu objetivo era “explorar a casa mental que carregamos onde quer que vamos e como isso já está incorporado em nossa mente.”

Outro novo trabalho em uma série intitulada Objeto incorpora artefatos cotidianos locais, tais como utensílios de cozinha encontrados em cada casa de classe baixa no Brasil. Consciente de que certos objetos podem tornar-se imbuídos de um sentimento de nostalgia ou sentimentos de pertença, o artista parece ter descoberto seu próprio lar cerebral na cultura fascinante do Brasil.

Texto escrito por Joseph Marcelle

TRABALHO/PESQUISA

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O PROGRAMA

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum. Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.