DIANA CAMPBELL

Biografia

Website links
www.dhakaartsummit.org
www.srihatta.com.bd
www.samdani.com.bd
Instagram: dhakadiana

Diana Campbell Betancourt (nascida em 1984) é curadora americana graduada em Princeton. Trabalha no sul e sudeste da Ásia desde 2010, principalmente na Índia, em Bangladesh e nas Filipinas. É diretora artística, fundadora da Fundação de Arte Samdani em Daca, Bangladesh, desde 2013, e curadora-chefe da Cúpula de Arte de Daca, estando no comando das aclamadas edições de 2014, 2016 e 2018. Campbell desenvolveu a Cúpula de Arte de Daca como plataforma líder de pesquisa e exposições de arte do sul da Ásia. Reuniu artistas, arquitetos, curadores e escritores de todo o sul da Ásia via um modelo principalmente baseado em comissões, onde são produzidos novas obras e exposições em Bangladesh. Realizou projetos significativos com artistas como Raqib Shaw (co-curadoria com Maria Balshaw), Tino Seghal, Lynda Benglis, Raqs Media Collective, Shahzia Sikander, Shilpa Gupta, Haroon Mirza e muitos outros por meio dessa plataforma exclusiva. Além da prática de realização de exposições, Campbell é responsável pela preparação da coleção da Fundação de Arte Samdani e administra as colaborações internacionais à frente da residência permanente da fundação, em Srihatta, o Centro de Arte Samdani, e o Parque de Esculturas, inaugurado em Sylhet em 2019.

Simultaneamente ao seu trabalho em Bangladesh, de junho de 2016 a junho de 2018 Campbell Betancourt também foi diretora artística, fundadora do Projeto Bellas Artes nas Filipinas, programa internacional de residências e exposições sem fins lucrativos com locais em Manila e Bataan, onde foi curadora da primeira exposição individual de Bruce Conner na Ásia, bem como exposições de novos trabalhos de artistas como Pawel Althamer, Cian Dayrit, Isabel e Alfredo Aquilizan, entre outros. Ela preside a diretoria do Mumbai Art Room, um dos principais espaços sem fins lucrativos da Índia. Em 2018, foi nomeada curadora do Frieze Projects em Londres. Suas composições foram publicadas por instituições como Mousse, Frieze, Art in America, Museu de Arte Moderna (MoMA), entre outros.

Mais Informações

PROJETO

Em sua residência de pesquisa com a Inclusartiz, Diana Campbell Betancourt estará absorvida pelos arquivos de Antonio Dias (1944-2018), de modo a explorar a influência de suas experiências no Nepal e em outras partes da Ásia durante sua prática, e desenvolverá uma apresentação de curadoria sobre este inspirador artista brasileiro para a Cúpula de Arte de Daca, em 2020, onde estará disponível para o público do sul da Ásia.